19 março 2017

Vilela Boots - resenha, experiências e dicas


Primeiramente, gostaria de dizer que essa postagem não é publicitária, e 90% do que digo aqui foi elaborado com base nas minhas experiências pessoais. 

A Vilela trata-se da marca mais conhecida e renomada do brasil que se empenha desde 1990 a produzir sapatos direcionados ao público alternativo. Em meio a tantas inovações, a dedicação e criatividade se tornam admiráveis. Mas como tudo possui seus prós e contras, a marca tão conhecida entre o público underground não escapa dessa. Decidi expor aqui com base nas minhas experiencias, meu ponto de vista quanto a marca. 

Nem tudo são rosas

Os sapatos da Vilela são no geral produzidos em couro legítimo (tendo também nas opções couro ecológico e vinil), material de extrema qualidade e em um perfeito acabamento, o que os faz, se bem cuidados, durarem a vida inteira. O aspecto negativo disso é o desconforto. Sim, infelizmente os sapatos são tão duros que chegam por vezes a se tornar um extremo incomodo. Ou em um português claro: você VAI SOFRER até que o coturno pegue o 'molde' de seu pé e se adapte ou 'amoleça'. O que geralmente ocorre após algum tempo de uso. Infelizmente em alguns modelos tal como com o conhecido sapato boneca, o incomodo acaba por ser ainda mais frequente, uns relatam desconforto nos dedos, enquanto outros no calcanhar ou tornozelo, gerando as mais variadas (e recorrentes) reclamações..

Adquiri meu primeiro vilela em meados de 2015. Um modelo em couro, com solado tradicional, e cano de 36cm de altura (compre aqui), fruto do equívoco de uma novata que ainda não tinha tanta noção de que os sapatos da marca são de uma forma grande. Consequência? meus pés dançavam dentro do calçado, de tal forma, que não demorei muito para repassa-lo em grupos de venda. Não obstante, fiz meses depois uma nova aquisição, um coturno com um cano de 25cm de altura e solado de 4,5 cm (compre aqui) na cor vinho. Para minha felicidade, o mesmo acabou por se tornar meu parceiro de guerra. O sofrimento no início me foi inevitável, mas não ousei desistir do bonito.


O azar ataca outra vez
Passeando por sites de desapego (mais especificamente, no enjoei.com), em 2016, acabei por me deparar com um modelo de coturno em vinil (compre aqui) sendo vendido como novo, que já estava há tempos na minha wishlist. E como a amante de vinil que sou, não me contive em compra-lo (foto ao lado). Chegada a encomenda, bastou uma pequena comparação ao meu coturno anterior que já percebi um grande problema. O sapato vendido como nº36, na verdade era de número 35. Infelizmente tudo por um grande equivoco da própria vendedora (que NADA teve a ver com a marca, afinal, como dito, comprei em um site de desapego). Entretanto, a mesma foi muito solícita quando questionada. Ainda com isso não me passou pela cabeça aceitar o reembolso, na incansável (e falha) esperança de conseguir laceá-lo. 

Deixando de lado as tentativas, não demorou duas semanas para que eu optasse a repassa-lo novamente nos grupos de vendas. Acabei adquirindo no fim de dezembro do ano passado o mesmo modelo, porém com uma plataforma de (aproximadamente) 11 cm. Como vocês podem ver na foto ao lado. Lindo de matar, literalmente. Se não usado com 2 meias grossas o resultado é desastroso (definitivamente um suicídio aos meus próprios dedos). Se me arrisco em andar com essa beleza por mais de 4/5 horas ele também acaba por me render bons machucados. Mas como já dito no início da postagem, nem tudo são flores, não é mesmo!? Ainda com os pesares, ele continua sendo um dos meu modelos preferidos. Na qual não me arrependo de maneira alguma em ter investido.


Por fim eu não posso deixar de lado minha aquisição mais recente. Garimpada de um grupo de vendas e em um número acima da minha numeração, chegou faz não mais de duas semanas, e já se tornou meu calçado mais usado (e amado) para qualquer ocasião. As criticas a ele conferem, é basicamente impossível usar sem meias, e de fato noto um desconforto quando caminho com ele durante muito tempo. Mas, nada insuportável ou destrutivo aos próprios dedos. Não posso afirmar se o fato do calçado ter sido comprado em um número acima da minha numeração usual na Vilela minimizou de algum modo o desconforto nesse tão famoso e mal falado modelo. Mas ele é realmente muito duro e pessoalmente acredito que o fato dele estar de certa forma mais 'folgado' tenha ajudado. 





Dicas

  • Vejo muitas pessoas reclamando pelo fato dos coturnos não se adaptarem ou sobrarem nas pernas mais finas, ou então querendo mudar algum aspecto do calçado, seja o tamanho da plataforma ou pôr zíper na busca de maior praticidade. Para isso, a Vilela oferece um serviço desconhecido por muitos. Sim, o serviço de reforma, que pode ser requisitado diretamente na página da marca no Facebook ou na própria área destinada a contato diretamente do site (aqui).
  • Palmilhas ortopédicas são uma ótima opção para quem está a sofrer de desconforto. Existem uma vasta opção no mercado com os mais variados tipos, destinados às regiões mais específicas dos pés.
  • O laceamento também é uma boa opção para o desconforto, obtenha dicas sobre como lacear aqui.

Espero que os relatos e dicas possam acrescentar de alguma forma. Experiências, criticas, elogios e sugestões para novas postagens serão bem recebidos nos comentários.




6 comentários:

  1. Pois é, eu pensei em comprar esse sapato boneca, acho lindo, mas daí depois de tanto ler coisas ruins, acabei nao comprando porque eu não gosto de calçados que machucam. Daí no lugar dele, usei o dinheiro para comprar outro sapatinho no Enjoei, também de couro. Usei algumas vezes e vi que estava descolando, mas realmente acredito que era por ter ficado guardado muito tempo. Daí colei e está firme e forte, não sofro nem um pouco com ele., hahahaha mas a marca de sapatos que mais gosto é a Wirth. Eles fazem sapatinhos mais tradicionais, mas eu consigo fazer eles combinarem muito bem com as minhas roupas. Tenho um que comprei há 4 anos e é o que mais uso. São um pouco caros, mas se pensar pelo tempo, vale a pena.
    Eles também faziam sapatos com o couro bem duro, mas o último que comprei é bem molinho e confortável, acredito que melhoraram isso de uns anos pra cá, hehe.
    Amei o post, você explica tudo muito bem <3

    www.blogmylittlecandy.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simplesmente adorei seu comentário. Principalmente pelo fato de que eu ainda não conhecia essa marca, e ultimamente ando visando bem mais o conforto. Obrigada pela visita e recomendação, Jéssica! Estou dando uma pesquisada sobre a Wirth e adorando. <3

      Excluir
  2. Eu adoro posts assim, sempre ajudam muito. Eu tenho um coturno preto bem básico da Vilela que nunca me causou problemas, nem nos primeiros usos, acho ele super confortável inclusive, porque uso pelo menos umas 3-4x por semana. Mas realmente já li muitas reclamações sobre os calçados da loja, o que me fez desistir do sapato boneca que acho LINDO. Morro de vontade de ter um sapato boneca com plataforma (e o da Vilela é o mais acessível aqui no Brasil, ne) mas não quero pra usar com meias e por isso desisti de comprá-lo ): Enfim, seria ótimo se a loja prestasse mais atenção nessa questão, porque lindos é óbvio que os sapatos são.
    Beijo, Bruna S. ♥
    Chanel Fake Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz em saber que tenha sido útil! ♥
      Agora a vilela está lançando o boneca com calcanhar acolchoado, mas quando ao uso de meias, eu suponho que continue inviável o uso sem - ainda com a melhoria. Pois o sapato é total e completamente duro. O que é realmente triste vindo de uma marca tão famosa e conceituada, já passou da hora de pararem para visar melhor nosso conforto não é mesmo? :c

      Excluir
  3. Glasya, eu me desfiz de todos os calçados que eu tive da marca, não me adaptei ao material duro e pesado e a falta de zíper em bota. Pra mim - opinião pessoal mesmo - tem compensado mais comprar um calçado de marca com preço equivalente. Já estou naquela idade que priorizo o conforto tanto quanto o design, e não sei se compraria Vilela novamente.
    Bjs e adoro teu blog <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu posicionamento mudou um bocado desde a criação dessa postagem, pretendo quem sabe trazer uma atualização quanto a mesma, apesar de eu visar quase sempre a beleza do sapato (devo admitir que faço isso hehe), não tem compensado mais para mim também o sofrimento que os vilelas me causavam, acabei os deixando de lado de uns tempos pra cá - e também não sei dizer se eu voltaria a investir em algum modelo dos mesmos.

      Beijos, também adoro o seu blog e suas visitas! <3

      Excluir