20 julho 2017

Desmitificando: Betty Boop negra?



Muitos escândalos cercam a história por trás da icônica personagem criada em 1930 por Max Fleischer, mas o que mais se questiona é, quem foi a real inspiração de Max na criação do cartoon? Seria Helen Kane, que "boop-a-doop'ed" feito betty? Clara Bow? Ou então quem sabe a cantora negra de jaz Baby Esther, cujo nome foi apagado pela história?

A resposta para essa pergunta nos leva a uma questão não tão simples. Então por que não começar do início?

Pois bem, tudo começou por "Pratos tortos" ou Dizzy Dishes, um desenho animado onde Betty teve sua primeira aparição, em uma mistura de mulher com pug francês.





Sua aparição ainda que rápida, acabou por roubar toda a cena, e a conduzi-la a seu próprio desenho animado. Mas para isso, a mesma foi radicalmente transformada em humana. E é bem aqui que entra Helen Kane, cantora muito popular nos anos 1920, em seus shows denominados Vaudeville. Motivo? Uma grande discórdia na justiça acabaria de ocorrer, quando em 1934, Helen inconformada entra com uma ação judicial contra Max Fleischer e Paramount pelo uso indevido de sua imagem. E é aqui que começa toda história.


Helen Kane - Betty Boop - Clara Bow


A influência de Helen na criação da personagem Betty era visível aos olhos de qualquer um que quisesse ver. Ainda que muitos achassem quem Clara Bow também pudesse ter servido de referência (e sem dúvidas também serviu), ambas tiveram fortes influências na criação da famosa e icônica personagem tornado-se grandes referências para construção de seu visual, personalidade e essência.


Helen Kane em meio ao pico de sua carreira, tinha como sua canção mais conhecida a música "I wanna be loved by you", cantada pela primeira vez em 1928, que tornou-se mais tarde parte de uma das cenas mais famosas de Some Like It Hot, estrelada por Marylin Monroe, na qual podemos perceber um "boo boo bee doo" no fim de seus respectivos trechos. Que na língua inglesa soa como "bu di (duas vogais e's) bi du"


I wanna be loved by you / Eu quero ser amada por você
just you and nobody else but you / só você e por mais ninguém, só por você
I wanna be loved by you - alone. / Eu quero ser amada por você – à sós.
Boo boo bee doo/ Boo boo bee doo

I wanna be kissed by you / Eu quero ser beijada por você
just you and nobody else but you / só você e por mais ninguém, só por você
I wanna be kissed by you - alone. / Eu quero ser beijada por você – à sós.
Boo boo bee doo

I couldn't aspire / Eu não poderia ambicionar
to anything higher / por nada maior
and to feel the desire / e sentir o desejo
to make you my own. / de fazer que você seja meu.

Badum badum bee doodily dum! Boo!


Little Ann Little (uma das vozes que dublou a personagem), ao ser chamada para depor no tribunal relata que o Boop oop a doop havia sido criado a partir de ba-da inde-do, que se desenvolveu em bo do-de-o-do e finalmente chegou ao Boop Oop a Doop. O caso se arrastou por dois anos consecutivos, até que uma outra questão foi levantada.


Pois bem, se o Boop Oop a Doop foi realmente inspirado na criação de Betty Boop, isso significa que a causa judicial já estaria ganha por Helen Kane, não? Seria realmente possível atribuir credor e originalidade à cantora? É bem aqui que entra Baby Esther, e consequentemente, outra disputa adjudicatória, pois a mesma, ainda que desconhecida pela mídia, já fazia uso da frase e das interveniências vocais estilo "bebê" bem antes de Helen. 


Baby Esther era o nome artístico de Esther Jones, uma artista de cabaré popular na famosa casa noturna negra Cotton Club no Harlem - New York no final da década de 1920. Baby Esther inseriu palavras como Boo-Boo-Boo & Doo-Doo-Doo em suas canções bem antes de Helen Kane. 

Helen Kane assistiu uma apresentação de Baby Esther em 1928 e usou as interferências vocais de bebê - babyem seu maior sucesso "I Wanna Be Loved By You no mesmo ano. Um filme de teste de som foi descoberto no qual Baby Esther canta usando seu estilo, refutando as alegações de Helen Kane na justiça. 

O agente de Baby Esther também testemunhou que Helen Kane assistiu Baby Esther em seu número de cabaré em 1928. A decisão do juiz Edward J. McGoldrick da suprema corte foi: ‘A autora da ação não conseguiu sustentar a causa de pedir por prova de força probatória suficiente’. Em sua opinião, o técnica “bebê” de cantar não foi criada por Helen Kane.”

Isso significa que Betty Boop foi inspirada na também talentosíssima Baby Esther?

Não. Na verdade, isso significa que seu "boo doo bee doo" foi inspirado por Helen Kane na composição de sua canção, o mesmo aconteceu com a sonoridade estilo ''baby''. E a origem da frase e da forma na qual a música havia sido cantada não pode definir ao certo sua originalidade. Afinal, Baby Esther era uma grande artista da época que já fazia uso dos mesmos elementos bem antes de Helen. Que consequentemente, devido sua fama, acabou por receber os créditos indevidos e alegar originalidade sob algo que em suma, não a pertencia, tão pouco havia sido pensado por ela. Entretanto, as referências físicas de Helen Kane na crianção de Betty não podem ser negadas, ainda com isso Helen acabou por ser injustiçada no tribunal. E Baby Esther, na história, não recebendo o devido jus pelo seu talento.

So does this mean Betty Boop is black? No, of course not — but she was, in part, inspired by the musical style of a black artist. All it means is that it's important to give artists the credit that they deserve. You can try to rewrite history like Helen Kane, but the truth will always come out!

4 comentários:

  1. Amei, eu desconhecia a história da betty boop, isso me inspirou a pesquisar mais sobre. Coitada da Baby Esther, se hj em dia a vida é difícil para pessoas negras, imagina naquele tempo em q eram proibidos de se apresentarem em teatros vaudevilles de brancos =( Gosto muito de ler sobre anos 20,30, 40 e 50, to amando acompanhar o seu blog =)

    https://walkingwithstrangersblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Amo esse lado do teu blog que fala de coisas completamente diferente do que achamos em vários outros blogs de cultura alternativa. Realmente, a imagem da Betty Boop é muito semelhante a da Helen Kane! Beijão!


    www.vultuspersefone.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tento sempre agregar identidade e diferenciais ao blog, então fico feliz que meu esforço esteja passando percebido. Obrigada pelo elogio, mulher! ♡

      E não é mesmo? A imagem da Betty faz jus total a cantora, não há como negar.

      Beijos!

      Excluir